Iniciar

Para iniciar esta Página, faça um clic na foto.
Navegue....e mergulhe, está num rio de águas límpidas!

sábado, 22 de julho de 2017

MUNDO ANIMAL

sexta-feira, 21 de julho de 2017

IMPRESSIONANTE

INSULTOS GRATUITOS

Este nosso Primeiro Ministro, não eleito, envergonha-me enquanto cidadão de um País onde na Política não devia valer tudo e em que um governante devia servir Portugal com competência e tento na Língua, como mandam as regras da boa educação e o exemplo para os seus concidadãos!
Podemos concordar ou não, duvidar até, dos dados objectivos que André Ventura utilizou em Campanha por Loures, referindo-se a uma minoria étnica. Pode o homem até estar errado nas avaliações que fez!
O que não pode ninguém, muito menos o Primeiro Ministro deste País, é apodar aquele candidato, só porque é proposto por outro partido político, de "racista" e "xenófobo", e tão só porque o homem teve a coragem de se referir a situações concretas, que todos murmuram, mas que poucos assumem publicamente.
Foi longe demais! Fez um juízo precipitado, que, até poderia merecer um ressarcir moral, não na esfera da política, mas no campo da Justiça.
Da mesma forma que, estabelecendo um paralelo.  e vou apoiar-me num facto real, não admitiria que ninguém me brindasse com esses epítetos gastos e gratuitos, por vos contar que, há uns anos, um cigano, com banca de bugigangas numa feira, me vendeu um anel que garantia ser de prata maciça  e que vim a constatar ser de chumbo com banho de prata. Ou mesmo, tendo por adquirido que trafulhas e aldrabões os há em todas as etnias, aquele casal de ciganos que, no início dos anos sessenta, andou pela minha aldeia de origem, no advento do "nylon" e das fibras sintéticas, a vender peças do fioco mais ordinário, assegurando ser do melhor terylene francês!
Sou racista, sou xenófobo, por assumir factos reais?!
Mesmo em Política, a Hipocrisia tem limites!

quinta-feira, 20 de julho de 2017

DOCE VOUZELA

Tal como já reportei por aqui e segundo o "Notícias de Vouzela" AQUI, é já nos próximos dias 29 e 30 de Julho que se realiza mais um doce certame. Na Alameda D. Duarte de Almeida, para lá dos afamados Pasteis de Vouzela e outros doces conventuais, não faltará toda uma vasta gama da confeitaria regional de Vouzela e Lafões!




quarta-feira, 19 de julho de 2017

segunda-feira, 17 de julho de 2017

VOUZELA É DOCE

Um evento que se vai repetindo anualmente,  no coração do meio de Lafões!


domingo, 16 de julho de 2017

EU VOTO MANHOUCE

Manhouce (S. Pedro do Sul) uma das aldeias típicas de Portugal. Berço da Isabel Silvestre e do conhecido grupo de Cantares de Manhouce, e de muita outra Boa Gente, está hoje a votos. Pela originalidade das suas casas e tradições, bem merece ser uma Maravilha das 7 Maravilhas de Portugal!
Tem o voto do Vouguinha garantido...porque merece!


                                                       
Foto Municipio de S. Pedro do Sul

DOMINGO FADISTA

Fado sem "bufas", mas com boa Poesia. da nossa!


sexta-feira, 14 de julho de 2017

quinta-feira, 13 de julho de 2017

TANQUES DE HUMOR



RIR, para não chorarmos!

Os tubos das 44 "bazucas" de Tancos, fora do prazo de validade, estarão a ser aplicados nas canalizações de água do Alqueva para o interior alentejano!

As balas de 9 mm irão ser recolhidas pelo infarmed, para serem recicladas como supositórios contra a doença da mentira compulsiva. As granadas ofensivas vão servir para decoração de árvores de Natal, enquanto que as de gás lacrimogéneo, serão adaptadas a colírio oftálmico Já as 22 bobinas de fio, estarão á venda na feira de Carcavelos, como estendais de roupa, enquanto que as lâminas (explosivas) KSL serão oferecidas a uma Barbearia do Rato! 

Anda tudo fora de prazo e a ASAE não vê estas coisas!

quarta-feira, 12 de julho de 2017

ARMAS, EXPLOSIVOS E IOGURTES

Quando, 56 anos depois da primeira compra de Espingardas G3 à Alemanha, a que se seguiu o fabrico, em Braço de Prata, de mais 442.193 daquelas armas, lote de que uma ou mais terão as minhas impressões digitais, só agora se pensa em proceder à sua substituição; quando, vamos sabendo que aqui, ali, por esse Europa fustigada pela II Guerra, muitas décadas depois, ainda rebentam bombas e minas, o que nos diz António Costa, Primeiro Ministro deste País?!
Que o material de guerra roubado em Tancos não representa perigo para a nossa Segurança, nem grande prejuízo para os cofres do Estado, que aquilo não valia mais que 34.000 euros, para lá de que os Lança granadas anti tanque M72A3, até estavam fora de prazo, como os iogurtes, acrescento eu!
Mais saberá e disse, até, não sei que passarinho lhe terá soprado ao ouvido, que o roubo nem estará associado a grupos terroristas.
Eu compreendo que, para um Povo estupefacto com uma sequência de funestos acontecimentos, haja necessidade de minimizar o impacto na opinião pública, para lá do habitual esforço de quem governa, e neste executivo em particular, em camuflar as más notícias e alardear as boas, até à exaustão.
Até compreenderei que o homem veio de férias e que, depois duns banhos em águas límpidas, mergulhar no lodaçal a que virou costas, não é agradável e atraiçoa o discurso.
Mas, por favor, Senhor Primeiro,Senhor Ministro da Defesa e Afins, não me venham com paninhos de algodão ou flanela fina, não passem atestado de estupidez aos portugueses a quem ainda não terão conseguido vendar os olhos, assumam a gravidade do caso e das condições de segurança, ou falta dela, que propiciaram o assalto e não venham com tretas de prazos de validade, ou terei que me socorrer de Eça e dizer-vos que "“Políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos pelo mesmo motivo.”
Por mim, não gastem mais lixívia. As nódoas estão bem à vista e eu , sendo mais velho que o Vitinho ou o Topo Gigio , já nem nos contos da minha avó acreditava ao adormecer, já não vou em "estórias" da Carochinha.
Mais, sei bem que armas e explosivos não têm mesmo o prazo de validade dos iogurtes ou do queijo da Ilha!
E que há produtos que não têm prazo de validade, porque não têm selo de garantia e nunca deviam estar nas altas prateleiras deste País!


terça-feira, 11 de julho de 2017

ARMAZENAR AJUDAS

Vale o que vale. Apanhei nisto nas redes sociais.
Verdade total ou meia verdade, deixa-nos a pensar....

segunda-feira, 10 de julho de 2017

O AEROPORTO E A GALINHA

DOS OVOS DE OURO

Que ninguém se apresse a imaginar que venho, à moda dos abutres , dar mais uma bicada em animal ferido.
 Neste caso, não condeno a Ministra por exigir um controle mais apurado nas entradas neste País.

Já não terá tanta desculpa, por não assegurar recursos humanos suficientes do SEF, para que se evitem estes tempos de espera. Há que acautelar o Turismo, tanto mais que as receitas de impostos dessa Indústria, são de monta a contemplarem mais pessoal na "filtragem" das entradas no País. Mesmo que, por paradoxo, como todos sabemos, por Terra e Mar, possam entrar, sem qualquer controle, ou feito, a crer na falta de efectivos, de modo muito aleatório, a pior espécie de gente e armas.
Aquelas esperas de horas no Aeroporto de Lisboa, aqui reportadas  no Diário de Notícias, é que, indispondo e afugentando os turistas, são incompatíveis com os apelos que todos vimos fazendo: NÃO MATEM A GALINHA DOS OVOS DE OURO!


COSTAS LARGAS


domingo, 9 de julho de 2017

COGUMELOS DA BEIRA


Cogumelos de produção biológica, no coração de Lafões!
Tal como os mirtilos, um produto em expansão no Distrito de Viseu!



TANGA DE MALHA FINA

Até o Joãozinho, aquele rapazinho sardento, o traquina da Primária, sabe que os impostos indirectos, ao que se vai constatando, especialidade desta geringonça, são como as redes de malha fina dos pescadores, apanham peixes de todos os tamanhos, até os jaquinzinhos! Vão todos na rede!
Aquela tanga de algumas Esquerdas do sagrado principio de que quem mais tem ou ganha, mais paga, não passa disso mesmo: TANGA!


LÁGRIMAS PARTIDÁRIAS?

 Provavelmente, por ainda acreditar, em demasia, nos sentimentos e autenticidade das pessoas, cheguei a comover-me, quando vi a Ministra da Administração Interna chorar, como choraram muitos portugueses e como se esforçaram por conter o saco lacrimal muitos outros, perante o destino fatídico das vítimas dos incêndios e do sofrimento das Famílias. E de como se preocuparam com o assalto aos paióis de Tancos!
Poucos dias depois, saber de que Gabinete da Senhora Ministra, se fazem tweets em que a preocupação manifesta é saber da mossa política que a propalada incompetência e desleixo terão provocado na imagem do partido que sustenta o Governo, fico na dúvida do real motivo das lágrimas que aquela governante derramou, frente aos ecrans das televisões.
E, mais fico preocupado em saber que, ao invés da Ministra e seus assessores empenharem o seu tempo e saber em corrigir e melhorar o que está menos bem, na máquina da sua esfera, perderem tempo e preocupação com tweets que interessarão muito aos seus correlegionários do Rato, mas deveria interessar menos a quem tem funções governativas.
A não ser que, a verdadeira preocupação não seja com a segurança e o bem estar dos portugueses, mas com a vida e imagem do seu partido.
Misturar ambos na mesma lágrima, é que não abona nada em favor de quem tem por missão servir e não servir-se!

sexta-feira, 7 de julho de 2017

O GRANIZO EM ARMAMAR

A chuva e granizo que fustigaram zonas do Norte e Centro do País, terão provocado prejuízos incalculáveis aos fruticultores da Região de Armamar, no Distrito de Viseu, que conheci no terreno e me pareceu das maiores manchas de árvores frutícolas do País e de que vive uma grande parte da população.
De como a Natureza não se pode controlar e como, em poucos minutos, se estraga a produção de um ano de 
labor e naturais expectativas de colheitas compensadoras!
 

                                                                                        Foto de Igor Lopes

HUMOR À SEXTA


NAUFRÁGIO




A nossa Nau Catrineta
Navega ao Deus dará
Não há estrela ou cometa
Que a guiem para cá!....

quinta-feira, 6 de julho de 2017

TRAMBIQUEIROS DO RANCHO

Trambiqueiros duma figa
do Rancho,os glutões,
mafiosos,bichos móis,
tanto que há quem diga,
sem muitas hesitações,
Custearia a vigia
e a vedação dos paióis!


terça-feira, 4 de julho de 2017

SENTINELA, ALERTA?

ALERTA, NÃO ESTÁ!
Sobre Tancos? Todos temos um palpite, ou não fossemos todos uns "achadores". Eu também acho, e pelo que ouvi, não estou só no meu palpite. E, antecipo já, longe de mim pretender apoucar ou ofender a Instituição Militar, no seu todo!

O material foi furtado duma vez, ou foi sendo "surripiado" ao longo dos anos, por pessoal do Quartel? É que o "buraco" na rede, pode não passar disso mesmo. Mais um buraco estratégico!
Lembram-se duma viatura de transporte de valores assaltada na A2, perto de Aljustrel, com recurso a lança-rockets. Alguém soube mais dos autores do assalto e das armas? No de Taveiro, em que os meliantes, dois franceses e um português, que havia servido na uma tropa de elite, foram detidos em França e o lança-rockets veio a ser encontrado numa capela na zona de Ourém?!
Se o número de referência não foi apagado, não deixará a PJM de confrontar com as armas "desaparecidas de Tancos, se é que o responsável por esse registo, se havia dado ao trabalho de o efectivar.
Conjecturas, tão falíveis como outras, mas é aquela em que mais aposto.
Que os militares, sobretudo os da Sociedade actual, reflectem honestidade, brio e ética, na farda que envergam, mas, por debaixo dos camuflados, há um rapaz/homem, com as virtudes e defeitos do ser humano que, moldado aos tempos actuais, por força do ambiente social e de valores subtraídos e em queda acentuada que vivemos, acentuam mais os últimos "desvios" que os primeiros predicados!
Mesmo que, como sabemos, meia dúzia de árvores não façam a Floresta!
E que, como sempre ouvi, cada Povo tem os políticos, o Governo, a Segurança e a Tropa que merece!
Aguardemos!





R.I.P. MEDINA CARREIRA

R.I.P. MEDINA CARREIRA
Mais uma voz livre que se deixa de ouvir! Desalinhado com comentadores adestrados, lambe-botas e outros "gameleiros", gostava de ouvir "O Velho", como muitos o tratavam. E, o passar dos anos, foi conferindo sustentação a tudo o que dizia e previa para o periclitante Futuro deste País. Não o fazia com lábia despudorada, como estamos habituados a ver e ouvir nos Media, mas com argumentos alicerçados em números e nos gráficos de sua mestria.
Perdeu-se uma voz livre, ficamos mais pobres e à mercê de faxineiros ao serviço de quem lhes paga o verbo, de quem são megafones de serviço.
Obrigado, Medina Carreira. Repousa em Paz!

"Só posso ter desapontado trafulhas. Pessoas sérias, não. Eu tenho uma qualidade: sou uma boa pessoa. Sou uma pessoa que não trafulha, que não intriga, que não se vinga, que não persegue, que não odeia. São as minhas grandes qualidades."
Medina Carreira

segunda-feira, 3 de julho de 2017

A BRINCAR... A BRINCAR...


JÁ QUEIMA!


Têm toda a razão! Este tema e "considerandos" a propósito da tragédia de Pedrógão até já queima! Mas não posso deixar de registar a forma atempada e expedita como se estão a combater os incêndios que vão deflagrando pelo País. Não faltam meios terrestres e, SOBRETUDO, aéreos, para, desta feita, os limitar à nascença e dar prioridade à defesa das casas e pessoas!
Outros factores estão em cima da mesa, não menos gravosos, mas continuo a bater na tecla de como, neste País, humanos, por mais ouro que tenham na cabeça (nos ombros e nas jaquetas), querem ser os Senhores da Natureza, impondo-lhe as folhas do seu calendário. A Natureza não respeita Fases Bravo nem Charlie. A Charlie devia ter sido implantada logo que o IPMA alertou, alto e com bom som, e fez relais dos recados que essa mesma Natureza lhe transmitiu. E, não foi! Que, a ter sido, talvez não tivéssemos razões para chorar vidas e vertermos a nossa raiva na incompetência dos que estão convencidos que, pelo facto de Copérnico ter descoberto que é a Terra que gira em volta do Sol, são os donos e senhores de todos os segredos e comportamentos dessa mesma Natureza!


domingo, 2 de julho de 2017

BOTA DE ELÁSTICO

Este "desabafo" é mais para os entendidos nas lides "castrenses". Se, pelo que me dizem, Tancos alberga três, quatro ou cinco unidades, a crer nas demissões, cada qual sob o seu comando próprio e todas teriam responsabilidades na vigilância dos paióis (o que já por si é estranho), o que será feito daquelas unidades conhecidas por Companhia de Comando e Serviços (vulgo, CCS), a quem são atribuídas essas missões, em Quartéis que comportem forças diversas?
Como diria a minha avó, que Deus guarda, já não há nada como Antigamente! 
Agora, é tudo "modernaço". Os copos de 3, são shots, a sangria é feita de ervas e Red Bull, os bailes de garagem são, em muitas situações, etílicos saltos em discotecas de bebedeiras de caixão à cova, os papagaios de papel viraram drones de aço que competem com os aviões, à incompetência chama-se Eucalipto, e até a continência e a responsabilidade hierárquicas já poderão não passar dum "tá-se bem, ó meu? Vai uma curte?".
Isto digo eu, que sou um "conservador" e um bota de elástico empedernido!





sexta-feira, 23 de junho de 2017

LINGUAS DE PERGUNTADOR

Pelo ordenamento do território e estado das florestas, todos são culpados, desde há 30 ou mais anos, isso é inquestionável. Por falta de coragem, de competência e, sobretudo, com receio de se perderem votos.
Pela falência dos meios, e ineficácia das primeiras respostas à tragédia, e das suas terríveis consequências, é o actual Governo que devemos questionar.
E, nesse sentido, o senhor PM que faça, sem alarde, as perguntas que entender no seio da sua máquina governativa, mas é ao Povo, sobretudo aos directamente afectados pela calamidade, que ele terá que responder. E há muitas questões que não podem ficar sem resposta, por mais cortina mediática com que se procure tapar a janela do fogo!

quinta-feira, 22 de junho de 2017

CRIMES SEM CASTIGO?

                                                       Photo credit: Wordpress.com


Em 2017, para os incêndios que deflagraram no denominado "Pinhal Interior", provocaram 63 mortos e 204 feridos, enquanto se alijam as culpas dos humanos, culpam-se as LEIS DA NATUREZA.
Em 2014, já lá vão quase três anos, no surto de Legionella de Vila Franca de Xira, que provocou, no mínimo, 12 mortos e um total de 375 vitimas afectadas pela bactéria, sabemos todos que a culpa não foi das Leis da natureza, mas da NATUREZA HUMANA.
Em ambos os casos, por mais diversos que sejam, o que eu temo e me preocupa é que nesta terra de Santa Maria, o desfecho seja o mesmo e continuem a haver "intocáveis" que, pela força do seu estatuto social ou pela força do seu poder económico, passem incólumes por estas lusas redes de malha grossa!
E que, ao contrário do título do livro de Dostoiévski, "CRIME E CASTIGO", alguém tenha que escrever um que poderá ser intitulado por "CRIMES SEM CASTIGO"

SEM PALAVRAS


quarta-feira, 21 de junho de 2017

O APOIO AÉREO

  Folgo em saber que altas figuras deste Estado, ex-ministros e outros responsáveis pela coisa pública, de quem nunca tinha ouvido tal propósito, se vergam, finalmente, à evidência que o combate aos incêndios por meios aéreos deve ser cometido à nossa Força Aérea, malgrado a azia que isso possa provocar em certas figuras que, a crer no que se diz por aí, directa ou indirectamente, lucravam com o panorama actual do apoio aéreo!
Só é de lamentar que sejam necessárias desgraças para abrir a pestana a muitos e, mesmo que contrariados, vergar o ímpeto mamão de alguns!
Que se forneçam os meios à Força Aérea, desde já......que já ontem era tarde!

terça-feira, 20 de junho de 2017

PENSAMENTOS QUE ARDEM

Eles próprios dizem que sabiam, como os ouvi ontem, do alto das suas cátedras, no ecran da RTP1. Sem usar a sua linguagem técnica de tão ilustres cientistas, eles dizem que sabiam que, na Região, mais acima, mais abaixo, haveriam altas temperaturas e um dragão a lançar chamas das nuvens, que um Mostrengo maior que o que aterrorizou as caravelas do Gama, ia soprar de cima, de lado, sem tino ou bússola. Que os ventos, sem serem lentes das iluminarias, eram convexos e não côncavos, vinham de cima, num bailado, umas vezes de vira, outras de malhão. Que a língua do dragão era seca e implacáveis as suas baforadas de fogo. Que aquela Região era pasto ideal para as chamas e de difícil combate, após se instalar.
Eles, das cúpulas da protecção, dizem saber que tudo isso estava previsto. Que sabiam, previam e controlavam.
E, foram eles que permitiram que um incêndio com todos aqueles tenebrosos pergaminhos, fosse combatido por vinte voluntários, comandados por um bombeiro de 2ª (sem qualquer desprimor para o homem) durante horas e que apenas cumpriam ordens e, não duvido, deram o seu melhor, mesmo pouco podendo..
Que permitiram que dezenas de povoados, na zona por onde o monstro galopava, ficassem isolados e deixados à sua sorte, porque de tanta falarem em forças musculadas, imaginaram que os populares dispersos pelas serranias, tinham músculo para, por si só, dominarem a fera.
Alarmados, aturdidos e com um SIRESP de milhões que não vale tostões, mexeram-se tarde, e não fossem uns abraços retemperadores, teriam uma noite de vil tristeza.
Entretanto, já o cenário era dantesco e perdiam-se vidas, nas povoações e nas estradas de fuga que, no meio da balbúrdia do "agora mandas tu, agora mando eu", ninguém mandou encerrar ao trânsito.
Choram-se vidas com fim atroz, de residentes e bombeiros, os menos culpados da incúria descomandada de estrategas que, ao que parece, mais preocupados, agora, com a imagem e o arear do tacho, do que com competência para enfrentarem o efeito de fenómenos da Natureza que, volto a repetir, no dizer dos próprios, já saberem ser possível e provável acontecer.
Mas, era a Fase Bravo, por paradoxo, bem mais mansa que a dos anjos da Charlie, essa sim, mais musculada, com nervo e meios a seu gosto, só começa em 1 de Julho. Afinal, a culpa nem foi deles, dos estrategas, foi da traição da Natureza, essa megera, que não teve em conta tão bem elaborado calendário.
Mas, agora, é o tempo dos políticos, antes que vão a banhos e que se empenhem, de alma e coração, no combate eleitoral, em que os fogachos são de outra natureza, há que prometer que é desta que tudo de vai resolver. Que é desta que se vai aprender com os erros, tudo numa cartilha do tempo do papel pardo e que, ano a ano, sai do baú há 30/40 anos!
Entretanto, prometem-se apoios e ajudas aos que viram partir familiares e aos que sofreram na carne e nos haveres em mais uma das imensuráveis tragédias que assolam este País, tão pequeno e tão sofrido, sem que ainda se saiba se todos os infortunados de outros anos, do Caramulo, de São Pedro do Sul, por exemplo, já viram satisfeitas, na prática, o que a teoria fácil se disse ter comprometido!
Que quanto aos peões desta Guerra, os bombeiros, esses continuam a executar as ordens e as directivas de quem diz ser de Cavalaria Montada e saber desta poda de fogo, dando o melhor que sabem, que podem e lhes foi ensinado, até à exaustão.
Quanto ao mais, com tristeza e alguma revolta vos digo:ESTE PROGRAMA SEGUE DENTRO DE MOMENTOS.

domingo, 18 de junho de 2017

BREVES DE VISEU

video
RETALHOS NOCTURNOS VIA TELEMÓVEL

DOMINGO TRISTE

Pêsames e muita coragem aos familiares das vítimas. R.I.P.


Sem "lamechices", estou triste. Dói, pelos que perderam a vida, mas, sobretudo pela dor de tantas Famílias. Nunca pensei que, depois do desastre de Entre-os-Rios poderia assistir a tamanha calamidade.
E é por respeito pelas vítimas, pelos bombeiros que ainda lutam no terreno e dão o seu melhor, hoje bem mais que os 40 que terão iniciado o combate, que me inibo de tecer comentários à maneira como, à revelia da Natureza se estabeleceram no calendário as Fases Bravo (a decorrer) e Charlie (a iniciar a 1 de Julho), com volume de meios de combate distintos.
Ficará para depois que, nestas horas em que ainda se luta no terreno, não é de bom tom entrar por terrenos em que só os políticos são exímios ou deitar achas para a fogueira.
Que, como disse por aqui um amigo meu, hoje é perigoso andar pelas redes sociais, com a quantidade de "especialistas" em fogos que vão delinear as suas ordens de operações para os combater.
Mas, pulando a barreira do "politicamente correcto", sempre vos adianto que a Natureza não pode arcar com todas as culpas dos terríveis desenlaces deste incêndio...e da forma como ele foi tragicamente evoluindo.

quinta-feira, 15 de junho de 2017

FIZ AS COISAS COM CALMA

                                       Imagem daqui  "http://g1.globo.com"

O testemunho VÊR AQUI de um português, lafonense, natural de São Pedro do Sul, residente na torre de Londres que foi pasto de chamas e que reporta como se salvou, a ele e à Família, e de como alertou vizinhos para o que se estava a passar!

PIPOQUEIROS LICENCIADOS


Não sei se esta oferta de emprego, que circula nas Redes Sociais,  é séria, mas a crer que é:
Licenciatura, no mínimo, mas se for Mestrado ou Doutoramento, tanto melhor! 
Preocupante saber que jovens com competências para rentabilizarem os seus conhecimentos no Mercado, a nível de Empresas produtivas, se vejam na contingência de aceitarem empregos desta natureza. Não que lhes coarte a dignidade, que qualquer trabalho é digno, mas pelo desperdício de saberes que lhes custaram dedicação e esforço, a eles, aos pais e ao próprio Estado.
Reverter este quadro? Sim, com investimentos, criação de empresas, o que só será possível fora deste quadro de socialismo "ageringonçado" redutor de iniciativas, que assusta e persegue o capital, desencoraja quem quer arriscar e tem um comportamento e linguagem que assusta quem sonha investir em nichos produtivos.
Enquanto tal não acontecer, não me surpreendem anúncios destes, nem que muitos dos nossos licenciados se vejam obrigados a lavarem pratos e copos nos bares de Londres, ao invés de contribuírem, cada qual na sua área do conhecimento, para o desenvolvimento do País que os formou!

quarta-feira, 14 de junho de 2017

TRADIÇÃO VOUZELENSE

video
Há uma empatia entre Vouzela, o Coração do Meio de Lafões,  e as flores. Que já terá ganho foros de tradição e se vai repetindo todos os anos.
O exemplo vem da forma florida como os vouzelenses sabem atapetar as suas artérias para a celebração do CORPO DE DEUS!


sábado, 10 de junho de 2017

sexta-feira, 9 de junho de 2017

terça-feira, 6 de junho de 2017

O TERRORISMO E A MARIPOSA

  Esta Europa virou mariposa. Esvoaça, ao sabor do vento, sem saber onde pousar.
  À carnificina, quando os seus tombam, responde-se com o desligar do interruptor da Torre Eifell, com montanhas de flores pelas ruas e praças e toca-se um choradinho pelos Media, enquanto comentadores de sapiente toga tentam esventrar a cobra assassina com teorias que nem a própria cobra entende.
  Em Inglaterra, que nos habituámos a admirar pela forma como fez de substancias pedaços do Mundo um Império colossal, impondo a sua Língua, subalternizando, irremediavelmente, as latinas, prega-se a concórdia e não se evitam os algozes.
  Que ninguém possa sequer imaginar expulsar de solo britânico os cerca de quatro milhões de muçulmanos, onde 99% serão cidadãos pacíficos. Quem possa defender tal, quer no Reino Unido, quer por essa Europa fora, terá uma linha de Pensamento tão radical, como a dos radicais islamitas.
  Mas, não deixa de me intrigar a forma pouco eficaz como os ingleses enfrentam a besta terrorista. A sua política mais reactiva que preventiva, concebe que a indivíduos já por si detectados e denunciados pelos próprios vizinhos, expulsos das Mesquitas por manifestações de radicalismo islâmico, por público incitamento ao ódio, tenham tempo e espaço para as chacinas, que os poderes políticos se apressam a "chorar", para não perderem o estado de graça dos súbditos de Sua Majestade.
  Das duas, uma: ou as Leis britânicas, que não conheço, são muito permissivas ou se vive um estranho e preocupante e, sei lá, se intencional, laxismo que ceifa vidas com uma regularidade assustadora. Ao ponto de se deixarem matar primeiro para, depois, chegarem à conclusão que os seus algozes já estavam referenciados!
  Receio de ferirem susceptibilidades no seio dos crentes muçulmanos do seu território?! A ser, trata-se de um calculismo falacioso, pois, o grosso da população que professa o Islão, de forma pacífica e com respeito pelas religiões e culturas locais, dos países que os acolheram,  só veriam com bons olhos o expurgar desses radicais, intoxicados por extremismos do ódio, que poderá fazer recair em todos eles, o opróbrio dos actos dos facínoras
  Algo não estará bem no seio duma Europa que fala muito e pouco ou nada faz e a quem tanta compassividade e indulgência poderão levar ao diagnóstico dum masoquismo patológico.
  O que me leva a acabar este "desabafo", da forma como o iniciei: esta Europa virou mariposa. esvoaça, ao sabor do vento, sem saber onde pousar!

segunda-feira, 5 de junho de 2017

OS LOENDROS ESTÃO FlORIDOS



  Imagens daqui: " http://www.viagensasolta.com"

É nos meses de Maio e Junho que em Cambarinho, no Concelho de Vouzela, os LOENDROS florescem.
Planta rara no nosso território, escolheu por habitat as fraldas da Serra do Caramulo, onde proporciona um espectáculo deslumbrante aos amantes da Natureza!
Uma visita que o Vouguinha sugere!

sexta-feira, 2 de junho de 2017

QUEM TE AVISA...


A PROTECÇÃO CIVIL alerta:

Já se assegurou de que cumpre com o estipulado na lei relativamente ao coberto vegetal que ocupa o redor da sua habitação? 
Certifique-se de que não viola o disposto no n.º 2 do artigo 15.º do Decreto-Lei n.º 17/2009, de 14 de Janeiro, contribuindo, dessa forma, para agravar a vulnerabilidade dos seus bens e haveres ao fogo.
(Imagem extraída do Manual de Gestão de Combustíveis para Protecção de Edificações, Editado pelo ICNF)



quarta-feira, 31 de maio de 2017

COGUMELOS DA BEIRA

No último fim de semana, na Vila de VOUZELA, junto a uma barraca de prova de cogumelos produzidos por uma empresa do Concelho, o fadista Mico da Câmara Pereira fez a prova da "lancheira de cogumelos" e, pela sua notória boa disposição, o petisco agradou-lhe!

terça-feira, 30 de maio de 2017

UMA MULTA CANTADA

Créditos: Rádio Alto Minho

FÁBULA OU PESADELO?

 A locomotiva da geringonça está a ser VÍTIMA DA SUA PRÓPRIA EUFORIA E PROPAGANDA. Ela, agora, e todos nós, depois. Ainda mais!
 Andar, aos sete ventos, proclamando, com todas as vuvuzelas que vamos sustentando,  como há quase uma década, que voltámos ao País da Alice, o das Maravilhas, e que já há mel coado no pote, despertou a gula dos ursos que leva atrelados nos vagões "J" deste comboio sem destino certo.
E, antecipando o guião do filme, vamos vê-los a lamber as beiças da gulodice apregoada e a exigirem não só o mel, como leite de cabra grega, quando o curral ainda só tem bodes de cobrição e uns cordeirinhos que lhes vão servindo de repasto e despertando afectos.

 Vão haver "marradinhas" pelas ruas, a "avoilarem", a "nogueirarem" e, no entretanto, a Dívida vai cabriolando, subindo aos penhascos, até que, da euforia e da propaganda, a locomotiva descarrile, peça o divórcio, para vir, pouco depois, a um silvar solitário, até ao abismo habitual a que sempre nos conduziu,  cujas culpas ficarão nos antigos "compagnons de route", para lá da lista já gravada nas pedras do muro das lamentações, que são o anterior governo, o Banco de Portugal, a União Europeia, a UTAO, o Conselho de Finanças Públicas e as monções do Tejo!
E eu, tremendista pecador confesso, à procura dum oráculo, onde possa rezar e pedir que esteja errado!

quinta-feira, 25 de maio de 2017

DE RECURSO EM RECURSO...

Sabendo nós que as custas processuais e e honorários dos advogados não são acessíveis a qualquer bolsa......





quarta-feira, 24 de maio de 2017

HUMOR À QUARTA


O DIREITO À VIDA


"Autor era conhecido pelas autoridades. Parece que não atuava sozinho"

“Parece” que não atuou sozinho, diz secretária de Estado. (in "Notícias ao Minuto, AQUI")
----------------------------------------------------------------------------------

De facto, nesta Europa, em nome das Liberdades e dos Direitos das pessoas, sacrificam-se muitas vidas. Se este, e outros, já são considerados, pelo seu comportamento, potencialmente perigosos, não se compreende que os deixem "à vara larga" !
Tanto mais que, neste caso particular, ao que informam, o rapaz passava frequentemente pela Líbia, que, como sabemos, é um pasto donde se alimentam muitos grupelhos radicais com ligações ao DAESH!
Importa pensar seriamente e sem delongas, se a liberdade ou os direitos de um alucinado valem mais que a Liberdade, os direitos e a vida de outras dezenas!

terça-feira, 23 de maio de 2017

JE SUIS MANCHESTER

 Não é de bom tom alavancarmo-nos-nos numa tragédia como a de Manchester para invocarmos as nossas posições, mas, digo-o com toda a frontalidade: na perspectiva dos britânicos, O BREXIT tem toda a justificação. E o TRUMP, com todos os seus defeitos, na perspectiva dos cidadãos americanos, faz muito bem em estabelecer um crivo de malha fina na entrada de estrangeiros.
Ok, chamam-me chauvinista, o que quiserem. Talvez daqui a uns anos, mesmo que eu já cá não esteja para vos ouvir, me dêem razão.
Até vos autorizarei a dizerem: aquele "gajo" tinha umas ideias malucas, mas era bruxo! ;) Que esta política delicodoce e posturas de anjinhos celestiais ou mariposas voadoras, está a conduzir-nos para uma Europa a sangrar!

sexta-feira, 19 de maio de 2017