Iniciar

Para iniciar esta Página, faça um clic na foto.
Navegue....e mergulhe, está num rio de águas límpidas!

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

FELIZ 2016!


Votos dum 2016 feliz e recheado de coisas doces, as das nossas terras!




domingo, 27 de dezembro de 2015

PERDOAI-LHES, SÃO JOSÉ!

 Triste a notícia AQUI. Preocupante, conhecê-la!


Foi! Foi pelas medidas de austeridade, foi pela contenção de custos, terá sido, até, por má gestão dos recursos humanos do Hospital de S. José.
Mas, porque não ando distraído, poderá ter sido, também, pela recusa dos médicos em aceitarem um corte de 50% nas horas extras. Poderá ter sido pelo pessoal médico entender que os fins de semana são dias consagrados às Missas e à Família, à sua, e não merecerem o castigo de se privarem dos prazeres que a vida também lhes consigna!
Voltamos à estafada questão de não pretendermos tomar a parte pelo todo, quando se trata de fazer a autópsia de toda uma Classe profissional que nestes campos qualquer seara tem centeio limpo e outro com morrão, mas, quando me dizem que há médicos em Hospitais a auferirem 50.000 euros mensais, num valor só superado pelos administradores de Bancos que levam à falência, assalta-me a dúvida se a mola vocacional que os despertou para a Medicina, não teria uma forte e materialista componente de Economia e Finanças.
Que, esse slogan mavioso e caridoso convencimento de que todos os profissionais de Saúde se predispõem a dar-se, por inteiro, à nobreza da profissão e ao seu semelhante, é um conto de fadas do nível da Pai Natal na chaminé!
As baterias estão apontadas. A fava do bolo rei saiu ao Macedo, o elo mais fraco e previsível de toda uma cadeia enferrujada pela escassez de recursos, num País em que os nossos impostos têm escoamento para valetas bem menos prioritárias que a vida dos contribuintes. 
Por mim, a metralha não fica num só alvo, no mais fácil e à mão. Há outros, que, como eu, todos poderemos divisar, neste Horizonte da Saúde, se não usarmos de preconceitos ou nos servirmos da mira telescópica político-partidária!


segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

FLORESTA ENCANTADA

"SOMOS PORTUGAL", em São Pedro do Sul!

AQUI

VOO PICADO

António Pedro Vasconcelos, segundo as notícias  AQUI, irá receber do Instituto do Cinema e Audiovisual,  1,2 milhões de euros.
Tanta rapidez, merece música! Dos Azeitonas....

BANCO DE NATAL!

À meia noite cantou o francês
De peito inchado que nem um pavão
Para nos dizer como doutra vez
Prepara-te Povo lá vai mais barão!
De peito inchado que nem um pavão
Grave e solene o anúncio soez
Que virá lá mais para o Verão
- Já só há barão para mais um mês!

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

ABRACADABRANTE!

Família de palavras ou área vocabular?
Nem uma coisa, nem outra, que não quero aldrabar!



terça-feira, 15 de dezembro de 2015

O BANDIDO DA LANTERNA VERMELHA

Se a memória me não atraiçoa. devia andar pelos 13/14 anos, ainda na idade da inocência e com a ingenuidade dos jovens, quando li um livro dum condenado à morte. Tinha por título "2455-CELA DA MORTE", escrito por um criminoso, acusado de violação, assassínio e outras malfeitorias.
 LI, reli, emocionei-me, devo ter deixado cair uma lágrima e, por muito tempo, mesmo após a sua execução numa câmara de gás da Califórnia, vivi com o peso da compaixão por aquele injustiçado. Ele, que dispensara advogado e
qu
e esgrimia em sua própria defesa, urdiu, pela escrita, uma teia de vitimização, culpando a Justiça pelo seu fatídico destino, levou a que só pudesse acreditar na sua inocência.
 Só mais tarde, já com uns insólitos pêlos na venta, dei conta do logro e da forma manipuladora como fora enganado!. Eu e, imagino, a muitos creus, pela idade, ou por ingenuidade congénita!
Já lá vai mais de meio século!
Hoje, já não há nenhum Caryl Chessman, Zé ou António, com ou sem Caryl, ou qualquer réplica contemporânea, que me volte a ludibriar, mesmo que, por razões diversas, não desgostasse voltar aos meus ingénuos treze anos!
Este é um filme que pode estar em rodagem num qualquer Cinema ou TV perto de si! ....Que repouse em Paz o "Bandido da lanterna Vermelha".

sábado, 12 de dezembro de 2015

LULA E O PORRE

Seu Lula, naquela "acachaçada" acusação de que a culpa dos, segundo o seu entendimento, atrasos na Educação do Brasil, depois de tantas gerações vividas em Independência, é dos colonizadores portugueses, deixou-me mais pensativo do que preocupado. Provavelmente, a culpa será do Padre António Vieira que, em vez de pregar aos lulinhas, fazia sermão aos peixes!
Passados tantos séculos, bem nós podíamos condenar os Romanos por terem chegado tão tarde à Ibéria e nos terem mandado mais legiões e Generais que homem de Saber e, no entanto, sabemos reconhecer os benefícios que esses e outros povos que nos demandaram, foram passadas civilizacionais de que nos orgulhamos!
Por mim, Lula está absolvido do arroto, que bolsar asneira é próprio de quem pensa que a cachaça é água e o porre educa!
De que o Povo brasileiro, no seu todo, está absolvido, pois, nem com porres, se lhes ouve porra desta!


quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

TERMAS DE OUTONO

Quando o Outono cobre as Termas de São Pedro do Sul com o seu manto policromático, aquele vale amante do Vouga, conserva a sua beleza natural e o calor das águas e das Gentes!



domingo, 6 de dezembro de 2015

sábado, 28 de novembro de 2015

EFABULAÇÕES

                                                Imagem daqui: portaldoprofessor.mec.gov.br

De quando em vez, o Vouguinha tem desta espuma. Vai efabulando cenários que, não raro, qual Euromilhões, até dão certos!
Efabulou, agora, que, a partir de Segunda, vai começar o despacho duns rebuçados governamentais, o "açúcar" (como diria o Papa Francisco), para adocicar o palato do Povo. Será um investimento do Partido Socialista na sua imagem de Mecenas, mais Magnânimo que D. João V, que lhe dará um "jeitão" nas eleições que serão o marco político do próximo ano!
Que, com uma maioria absoluta, conquistada mercê dum boca doce, que não é pudim, será a carta de alforria para que largue da mão os que lhe levam a palma em radicalismo de Esquerda. Depois....depois vem o inevitável aperto para recuperação do "bodo aos pobres" pré eleitoral, que seguro já está o pedestal do poder até ao fim da Legislatura. E o Povão votante dá-se conta, geme, de novo, estrebucha, pragueja e sofre, mas a ferida incha-lhe, desincha-lhe e passa, como é do saber empírico!
Depois, alguém virá, com tintura de iodo e pensos rápidos para tratamento das feridas!
Pois, eu sei! É efabulação! No fim de semana, o Vouguinha, de entre outras, tem destas coisas!

ANOTAR NO BLOCO

.... no da Esquerda!

Será que alguém já levou ISTO, à Catarina Martins e às manas Mortágua que defendem a despenalização das denominadas "drogas leves" AQUI?
E, a outras mentes iluminadas já afectadas pela cannabis ou que desta droga desconhecem os nefastos efeitos no cérebro?

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

CARTÕES DO SABER

Mais uma medida aprovada para acabar com a austeridade! Que, estes cartões, são barras de ouro. Tantas como as que já foram "derretidas" de há quarenta anos a esta parte!Acabam-se os exames dos alunos, AQUI,  acabam-se as provas dos Professores, que, como em todos os sectores em que estes braços políticos metem palmatória, a meritocracia nada conta para uma Sociedade em que o diploma mais convincente é o cartão partidário e as palminhas ao Comité!

terça-feira, 24 de novembro de 2015

ADAGAS EM FÚRIA

Espero bem que não, mas receio que esta "guerra" ao E.I., tome outras roupagens e se transforme num conflito mais alargado. LER AQUI A situação ainda não está bem clarificada, só que, se os russos são useiros e vezeiros na invasão de espaços aéreos sem permissão, também é verdade que desconfio muito da verdadeira intenção e postura dos turcos em relação ao combate ao Estado islâmico, como, aliás, ficou bem patente na deriva bélica que fizeram, mais preocupados em acabar com os curdos do que com os radicais do auto proclamado Califado, ninho de terroristas.
Sendo a Turquia um país membro da NATO e com aspirações a integrar a UE, este abate do avião russo, por mais fortuito que haja sido, poderá implicar reacções preocupantes, num momento em que a Europa vive a polvorosa do medo, da raiva e de algum desnorte!

sábado, 21 de novembro de 2015

AVINHA-TE, ABIFA-TE E ABAFA-TE!

... que a Protecção Civil alertou e, pelos vistos, não se deve ter enganado nas previsões!



quarta-feira, 18 de novembro de 2015

GANGSTER

   Não deve valer tudo em Política. AQUI, no Expresso:
   

Isto não é um Presidente, é um gangster.

   Bem sei que o afã da luta pelo poder pode toldar as mentes dos que de tudo se servem para atingir os seus objectivos, por mais ambíguos e pouco consistentes e meritórios que estes sejam.
  Um deputado da Nação, eleito numa lista que até nem colheu a maioria dos votos dos eleitores, inscrita num partido que se arroga com direito a governar o País, não pode, goste-se ou não de Cavaco Silva, enquanto homem, insultar, gratuitamente, o mais Alto Magistrado da Nação. É uma Instituição do Estado de Direito que ele representa e, ao contrário do seu caluniador, foi eleito pela esmagadora maioria dos portugueses.
  Isto é uma vergonha. Não há nenhum pedido de desculpas, oportunas ou convenientes, que a evitem!
  O que me leva, para além do mais, já bem conhecido, temer que possa vir a ser governado por gente capaz de tal ignomínia pública!
  Isto não é conviver em Democracia. Insultos desta natureza a um Presidente da República serão mais próprios duma Bandalhocracia!
  Enquanto cidadão deste país, arrogo-me o direito de me sentir ofendido!
  

sábado, 14 de novembro de 2015

PERDOAR OS ALGOZES...

... NUNCA!Mais a frio, perante certos comentários que vou lendo e ouvindo, especialmente das esquerdas com bandeirinhas da fraternidade e "do tudo ao molho e fé em Deus", especialmente, os que, ao invés de condenarem os terroristas da barbárie e seus mandantes, alguns, quase os desculpando, enquanto incutem no Bush, no Durão, no Asnar e no Ex-PM inglês, as culpas destes atentados, que lhes dá jeito amenizar a crueldade daqueles assassinos, queria lembrar que uma das primeiras ações de ingerência nos edifícios políticos daquelas "irmandades", foi de iniciativa dos russos, no Afeganistão.
Eu, se compreendi e aplaudi a intervenção americana, quando Saddam se lembrou de invadir o Kuwait, também tive reservas quando da ação para derrubar este, bem como não me revejo na vontade dos americanos em quererem impor o seu próprio modelo de "democracia" a todos os Povos do Mundo, seja no Médio Oriente seja em África, seja no próprio Continente americano. Mas, a génese da barbárie, do radicalismo, do fundamentalismo daquelas "irmandades" é anterior a tudo isso e, mais do que aqueles bodes expiatórios, americanos e europeus de alguns anos, os culpados, por passividade, pelo "Laissez faire, laissez passer" são os responsáveis europeus desta década que não atam nem desatam, não decidem, não actuam, não atacam os problemas de frente e duma forma objectiva! E, não o fazem movidos por ideias mariconças, sirizadas e "siriozadas", ou por temor da reação das suas Lojas conspirativas e de de alienação mental.
Lamentem as vidas perdidas, condenem os seus algozes, empenhem-se nas soluções para evitar barbáries como estas, mas não tentem branquear estes ataques terroristas, só porque, ideologicamente, poderão estar mais próximos dos mentores da chacina!
Perdoar os algozes, nunca!

O TERROR E O PAVOR

A pior reação que se pode ter a este pavor terrorista, é calarmo-nos, por medo. E nota-se isso na reação dos Povos, como já foi notório, quer nos atentados do Charles Hebdo, quer nas "matanças" de África, protagonizadas por esta seita louca.
É um princípio talvez cruel, pouco humanista, mas, tenho para mim, que, perante extremismos e desprezo pela vida humana, se aplica bem o aforismo "quem os seus inimigos poupa, à mão lhes morre".!
Só que, desta vez, não vou alimentar o "Je suis France" ou "Todos somos franceses", porque não passa dum suspiro inconsequente, que não resulta, como não resultou em barbáries semelhantes, porque a Europa está dormente, dilacerada nas mentes e nos princípios, dando a outra face em nome duma fraternidade, duma solidariedade hipócrita, sem que tome as medidas de fundo que se impõem para precaver a segurança dos seus cidadãos, dos de agora e dos vindouros!

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

BÊNÇÃO PAPAL

POR PORTUGAL



Assinei e partilho esta Petição Pública, movido pelo respeito que o Povo deve merecer aos políticos.
Não tanto por irmos ter um Governo de Esquerda ou Direita. Mais e, especialmente, porque:

1 - Não creio na robustez dos Acordos assinados com mo PS, muito menos na sua durabilidade, sem que todos eles se façam representar de corpo inteiro no elenco governamental;
2 - Não ouvi, quer o PS, quer os seus improváveis parceiros, durante a Campanha Eleitoral, transmitirem ao eleitorado essa intenção de se coligarem, duvidando muito que o Povo, uma vez esclarecido desse propósito, votasse como votou. Provavelmente, muitos, no logro que esta união serôdia pode representar.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

CALO-ME...

..... que este discurso do Debate, o mais objectivo e frontal, disse tudo, com argumentos irrefutáveis!

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

O ANIVERSÁRIO DA LEGIONELLA


Faz, hoje, um ano! Maldita efeméride que deixou um rasto de mortes, sofrimento e enfermidades em centenas de pessoas. Um ano passado sem que a incúria, o desprezo pela salvaguarda da saúde dos cidadãos e os atentados ao Ambiente, em nome do lucro e das mais valias, continua impune e sem se retratar em público!A Legionela não dorme. Acordará de novo, quando adormecido pelo tempo e por inconfessáveis e intocáveis interesses, estiver o surto que ceifou vidas e dor e a miragem de dividendos accionistas, mais uma vez, acima das obrigações legais e da saúde dos concidadãos deste capital negligente e da ineficácia da acção de quem tem por mister estar vigilante e controlar estes desmandos ambientais.

domingo, 8 de novembro de 2015

O FESTIM

Vai calando e processando quem fala dele, faz colóquios e conferências, com aplausos e beijinhos das balsaquianas, falando de tudo e de todos, achincalhando a Justiça, em palanques de vitimização. Enquanto isso, os seus correlegionários, com a ajuda de irmandades radicias, carregadores de andor, que ele próprio faz questão de vangloriar, vão tecendo a passadeira vermelha que o fará, de novo, subir ao altar onde são sacrificados os cordeiros deste Povo aturdido, que muitos consentem, numa ingenuidade de que os xicos-espertos, que vão medrando como os recos para o Natal, não têm pejo de se aproveitarem!
É o festim dos sem vergonha!

O VOO DOS MILHAFRES


O primeiro rombo nas Contas Públicas, se os "syrizados" e apêndices  radicais assumirem a governação, já está garantido! Alguém mais entendido que o Vouguinha,  faça o cálculo dos milhões que o Estado deitará borda fora, com a indemnização dos compradores da maioria da TAP, pelo anunciado abortar do negócio, bem como da sua capitalização, para já não entrar pela sustentação duma empresa onde, para além doutros custos,  os salários voam, em média, mais alto que os próprios aviões, a que acresce a necessidade de modernização e renovação da frota.
Vá lá, amigos, vamos preparando mais um aperto, que não há almoços grátis, a árvore das patacas já secou há muito tempo, e, se Jesus multiplicava os pães, não há nenhum tuga milagreiro que multiplique os euros!
E, o que vamos divisando no horizonte próximo, envolto em nuvens, é o voo dos milhafres!

sábado, 7 de novembro de 2015

O BRUXO DO VOUGUINHA!

De facto, é pertinente e compreensível que muitos de nós nos interroguemos se, confirmando-se o PCP como uma das muletas do hipotético governo PS, vão acabar as Manifs e as Greves.
Permitam que a minha faceta de "bruxo" 
wink emoticon ) se manifeste: em 1975, o PCP tinha na Assembleia Constituinte, a sua bancada de deputados que, para lá dos debates acesos, se portavam como meninos de coro, adestrados à Democracia, enquanto, cá fora, nas escadarias, as Manifs de pressão promovidas pelas suas estruturas eram uma constante e que tiveram o climax no Cerco do Palácio por sindicatos por si controlados. Noite dentro, já os demais deputados não tinham que comer, pois eram impedidos de sair, na sala reservada ao PCP chegavam frangos de churrasco que os próprios delegados sindicais se apressavam a levar aos camaradas. No outro dia, manhã alta, após intervenção dialogante do Major Cuco Rosa e outro Oficial (da PM), acederam em deixar sair os deputados, abrindo uma ala estreita. À saída, enquanto todos os outros eram apupados e escarnecidos, os do PCP eram aplaudidos e vangloriados.
O tempo é outro, mas, o catecismo é o mesmo. Que, nisso, reconheçamo-lo, os comunistas são perseverantes e fiéis aos seus princípios. Nada mudaram e nem o esfrangalhar do Muro lhes abalou as convicções e as tácticas políticas.
Por isso, meus caros, na eventualidade dum Governo empossado pela porta do cavalo socialista, as Manifs e as Greves vão continuar como arma de pressão sobre os próprios parceiros da Coligação Negativa de Esquerda, para que o PS ceda aos desígnios e ás medidas protagonizadas pelo PCP e o seu derivado "Verdes". 
Vão continuar a ver o Arménio com seu ar furibundo, a assistir a nogueiradas junto às escolas, a greves sem justificação e sem causas.
Aceito apostas.....de berlindes, que, afinal, esta Política actual, de vale tudo pelo Poder,  é mesmo uma "estória" para crianças!

O ÚLTIMO TANGO

António Costa, depois de, ainda antes das eleições,  apregoar que recusaria viabilizar qualquer Orçamento de Estado da Coligação  e que, já depois de derrotado nas urnas pela vontade do Povo, anunciou que não aprovaria nenhum Programa de Governo da Coligação vencedora das eleições legislativas, sem que ambos os documentos ainda estivessem concebidos, vem AQUI criticar Francisco Assis por este colocar em causa um acordo que desconhece.
Isto tem nome, que me escuso de enunciar, para não ferir susceptibilidades e os bons costumes!
Entretanto, na ânsia frenética de chegar ao poder, 
Costa espera o "ultimo tango", não o de Marlon, mas de Jerónimo, que não se afigura muito fácil, que o kamarada de Sousa, não é Brando!

Entretanto, vão chegando azeite à engrenagem, para que o Acordo não enferruje!
E, o Povo, esse assiste, vê a Bola, vai a Fátima e ouve Fado!

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

R.I.P., COMPANHEIROS

2 de Novembro!
A pensar em todos os familiares, mas também, e em especial, naqueles que tombaram no cumprimento do dever pátrio e que, muitos deles, passaram para o lado etéreo para que outros, concidadãos civis, de todas as etnias e credos, e camaradas de armas, pudessem continuar a vida terrena.
Obrigado. Nunca serão esquecidos!




quinta-feira, 29 de outubro de 2015

SEI QUEM SOU...

... JÁ NÃO ONDE ESTOU!Quando vejo um partido que perdeu as eleições querer governar a todo o custo, aliando-se a radicais; quando ouço alguns dos seus membros dirigentes insultarem o Presidente da República; quando assisto à nomeação duma figura controversa para presidir à Assembleia da República; quando ouço os aplausos a conferências de ataques à Magistratura Judicial, cujo orador é um indiciado por Corrupção, Banqueamento de Capitais e Fuga ao Fisco; quando a Censura é imposta a um nicho que denuncia os seus possíveis desmandos, com excepção dos que tudo omitem; quando, de novo, uma Central Sindical se prepara para pressionar o voto livre dos deputados; quando........... Eu continuo a saber quem sou, mas, perdi-me no tempo e no lugar: já não sei se vivo na minha Pátria que é Portugal ou se sou emigrado na Venezuela de Hugos e Maduros!

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

JE SUIS CORREIO DA MANHÃ

  Eu fui Charlie, quando do atentado em Paris, sem que que concordasse com muitas das suas caricaturas.
  Goste-se ou não do estilo informativo do "Correio da Manhã",  "sou C.M".
 É o valor da liberdade de expressão e de informação que está ser posto em causa. E esse direito é muito superior aos interesses particulares, de grupos ou indivíduos.
A Justiça que julgue "à posteriori", quando os conteúdos sejam passíveis de sanção penal.
Não vale é, por qualquer modo limitar ou cercear a Liberdade de Informação.
Logo:

terça-feira, 27 de outubro de 2015

AVE CÉSAR!

Ave CÉSAR, seja feita a sua vontade! Já tem os nomes do Governo, que tanto, já ontem, reclamava, mesmo sabendo que, depois da indigitação do PM, nunca se formou um Governo tão rapidamente, e mesmo que a pressa, especulo eu, possa ser para o ilustre desesperado pelos rostos, mais os seus correlegionários habituais e CS apaniguada, começarem o habitual batuque de baterem, apoucarem e remexerem no passado de cada um deles, na tentativa de lhes encontrarem um calcanhar de Aquiles, ou semelhanças com varas ou eventuais rapinanços dum qualquer filósofo conferencista!Perguntei ao seu Séneca, para quê tanta ânsia pela rápida apresentação dos membros do novo Governo, como lhe ouvi, ontem, se, de antemão, sem que lhe conheça o Programa, já o senhor e seus confrades o condenaram à morte!
Não me soube responder e  remeteu-me para Hipócrates, um seu amigo grego, que tem explicações para tudo que seja Política rasteira!

domingo, 25 de outubro de 2015

CONTRANATURA E ARTIFICIAL



Que não se desculpem com a treta de "os tempos eram outros", porque as cartas da nossa Democracia, são um baralho com 40 anos e continuam as mesmas. A não ser que, tal como se vai depreendendo do que ouve a certos papagaios políticos e outros comentadores de pena rubra, haja uma Democracia para a Direita e outra para a Esquerda, seja lá o que for essa Rosa dos Ventos política! E, no caso concreto e actual, é pertinente questionar: esta eventual coligação negativa de "Bota Abaixo" não será ainda mais contranatura e puramente artificial que a outra?
   De resto e, na opinião o Vouguinha questiona se a
lguém, livre das grilhetas partidárias, acredita que saia alguma coisa de positivo desta união de facto, em que os amantes da "muralha de aço", que,  mesmo nos primeiros momentos da paixão, já dormem em quartos separados e se "amam" à vez, como se depreende da entrevista de Jerónimo de Sousa à TVI, a propósito das reuniões negociais.

Isto, para lá duma casual junção de sentimentos de "Bota Abaixo", para que o PS suba ao poder, não é coisa alguma, para lá, provavelmente,  duma bandeira içada pela ambição desmedida dum só homem que se terá armado em garanhão político!

Tenho  para mim e por desdita de todos, até nos que nisso acreditam, nunca será ele e as suas concubinas de ocasião que garantirão estabilidade , crescimento e emprego,  ao País!

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

SERÁ RAIVA SERÁ ÓDIO...


... POLÍTICA NÃO É, CERTAMENTE, QUE A POLÍTICA NÃO BATE ASSIM!
A Oeste - e a Leste - , nada de novo!
Nem seria necessário ouvir Costa, depois do serão do Rato! Bastou ouvir um Galamba em tom raivoso, insultar o Supremo Magistrado da Nação, seja ele Cavaco, fosse ele Sampaio ou Soares. Aquela sanha com contornos e indisfarçáveis esgares de ódio, foi paradigmática do que move os timoneiros do punho fechado. O poder pelo poder, a qualquer custo, com quaisquer armas!
Costa, ainda antes das eleições, sem que o conhecesse, já ameaçara votar contra qualquer Orçamento de Estado da Coligação. Apressou-se, agora, com palavras e trejeitos que fulminavam as pantalhas televisivas, ameaçar com uma moção de rejeição ao Governo, mesmo sem conhecer o Programa que este irá apresentar no Parlamento e aos portugueses.
Já o pressentia. Deram passadas mais largas que as pernas e não querem retroceder, com receio de caírem de costas. Atiram-se para a frente, de cabeça tonta, que Portugal pode esperar e o partido e as clientelas estão primeiro!
Receio bem que, evitando cair de costas, acabem por tropeçar no balde de mavi que estão a cozinhar para oferecer ao País e se venham a estatelar ao comprido, com os narizes pontiagudos numa qualquer calçada à portuguesa!
Enquanto isso, as armas e os barões assinalados vão assistindo, impotentes, à cavalgada syrizada que, de coice em coice, os lançarão em mais um abismo!

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

A INSTABILIDADE É CARA


  Os sinais não são os melhores. As "vendettas" políticas,mesmo que protagonizadas pela ambição pessoal de um só homem e seu grupo clientelar mais adstrito, geram instabilidade e desconfiança junto dos Mercados, dos donos do dinheiro.
  Os últimos dias de pressão nos juros AQUI, não auguram nada de bom, sobretudo de pensarmos que Mário Draghi, cujas proclamadas intenções nos vão, por enquanto, "segurando a barra", não é o Santo António para ficar eternamente com o nosso bebé nos braços!
  Haja tino e humildade na política caseira, haja freio nas ambições pessoais, que Portugal e os portugueses merecem melhor que outra dose de troikanas drogas recuperadoras, com mais sofrimento e incerteza!

É A COERÊNCIA, ESTÚPIDO!

De facto, como é comum ouvir-se, a Política é suja. Só que, nunca assimilei para mim que estivesse eivada de tanta matreirice, que, da sua estrutura de de colunas demagógicas e populismo mistificador, conhecemos o traço.
Nem é bem da tentativa de "assalto" ao poder que Costa vem protagonizando, com o suporte dos dois calços radicais que vou, ora, bater teclas.
Estou a lembrar-me do sagrado fervor com que alguns partidos, quais dragões de guarda ao templo da Constituição, a invocam nos seus desideratos e a forma guerrilheira com que atacam quem ofende a "vaca sagrada". Tanto mais me lembro, que ainda não esqueci como o, então, Presidente da República Jorge Sampaio, dissolveu uma Assembleia para derrubar o Governo de Santana Lopes, com poucos meses de existência, suportado por uma maioria absoluta parlamentar caucionada pelos votos dos portugueses. Invocou, como justificação, "trapalhadas" não explicitadas, tanto mais que era um governo recém empossado, quando lhe seria quase impossível o artifício do não funcionamento das instituições, único alibi para a sua tomada de posição tão drástica e que tanto jeito deu ao partido de que é militante. Os ventos das sondagens eram favoráveis!
Nenhum dos titãs habituais, de sentinela ao Templo da Constituição, o TC, nem qualquer comentador "aconstançado" e fauna opinadora similar, veio a terreiro em defesa da nossa Lei Mestra! O batuque foi barulhento e festivo, mas, quanto à legalidade do bota abaixo duma maioria absoluta, fez-se um silêncio "ensurdecedor".
E, se o desígnio era esse, cumpriu-se a sua vontade: o PS tomou o poder!
Mas, a incoerência, a elegia da chuva só quando cai no nabal e não na eira, é mais flagrante nestes dias de política sórdida, preocupante. Porque brada aos céus e às profundezas que são morada de Belzebu, ver, ouvir, ler, iluminados palradores, escribas e outros tocadores de lira syrizada, que sempre criticaram o actual Governo por acatar as decisões de Bruxelas, exigindo, aos berros mega fónicos, que este falasse grosso, contrariasse as normas das instituições europeias, virem agora condenar esse mesmo Governo - na situação de indefinição política em que nos encontramos - e acusar o PR das culpas, por não haver sido remetido, na data estipulada pela Comissão Europeia, da proposta do Orçamento de Estado!
Que viva a santa coerência..... e o feno seco!

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

R.I.P. FERNANDO PEREIRA!

 Fechou-se o ciclo de vida terrena para um grande Homem de Vouzela e de Lafões, onde deixa a marca indelével da sua honradez e labor em prol da sua Região e que soube aliar uma vida de trabalho ao cultivo da Amizade, tão amplo é o seu campo de amigos.
Esteio forte e prolongado no tempo do Notícias de Vouzela, o arauto da Região de Lafões, a ele se deve grande parte da mensagem que essa folha familiar espalhou pelos cantos do Mundo por onde se radicaram as Gentes do Vouga.
Fica a memória vincada do seu exemplo de vida, que, no espaço etéreo,  manterá a PAZ com que sempre soube viver!
R.I.P. FERNANDO PEREIRA!

domingo, 18 de outubro de 2015

O CACHECOL COM XICUEMBO SYRIZADO


Não que o homem  AQUI chumbe em todos os seus pontos de vista, a propósito da Europa, de que não nos podemos alhear, sabendo todos que, ao projecto europeu, ainda faltam muitas esferas nos rolamentos.
O que eu relevo é a oportunidade do convite do economista que mais gasolina verteu na fogueira em que os gregos já ardiam, muito por culpa das suas iguarias radicais, com molho de calote e teimosia. 
O que me leva a pensar que pouco ou nada de bom, terão os jovens estudantes a aprender com a sua utópica cartilha, sonhada nas brumas do Egeu, que, mesmo sabendo que o convite não partiu destes, mas de quem lhes quer formatar as tenras cabecinhas, toda a euforia e entusiásticos aplausos aos seus arrotos demagógicos, mais não foram que o deslumbramento pelo ícone do cachecol, que, só por acaso, se lhes apresentou sem o xicuembo daquele adereço. Que, jovens em crescimento, de imberbes saberes, que na justa ânsia dum canudo, mas que ainda mal sabem gerir as mesadas dos papás ou as bolsas que nós, bem, custeamos, igualmente acreditariam nas mensagens que lhes fossem transmitidas por um Brad Pitt ou pela Angeline Jolie. O entusiasmo, seria idêntico. 
E, fico a pensar que tendo nós, no nosso espaço térreo e bem real, experimentados economistas, conhecedores da nossa História e dos bem reais contornos da nossa Economia e Finanças, sejam o "velho" Medina, os Jovens Camilo Lourenço, José Gomes Ferreira e tantos outros, que impulso terá levado alguma syrizada figura de Coimbra a dar lições gregas aos jovens portugueses, a quem caberá participar nos destinos duma terra que, bem longe do Peloponeso, dispensará toda a tragédia grega a que o senhor Varoufakis juntou mais uma dramática Cena!
Convidem os da terra sua, que falam a mesma Língua e têm o mesmo pulsar e a mesma ambição dum Portugal com Futuro e prosperidade.
Que, o canto das sereias troianas - e dos ventos do Mostrengo -, têm sido a desgraça de muitas naus e poderão ser, também, daquela em que navegamos e que procura navegar para porto seguro!

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

MUDARAM DE PAUTA

Os "pantaleões" da nossa Costa,  que pescavam com as minhocas desta Senhora, sempre que ela, no seu pleno direito de cidadã livre, criticava determinadas medidas da Coligação, como eu e qualquer outro de Pensamento livre, criticamos, que só erra quem faz, saltavam para os Coretos com música de fanfarra, com hinos de harpa a Manuela Ferreira Leite.
Lançaram foguetes a artifícios chineses, bateram nos bombos com toda a força, sopraram nas gaitas de foles, quando ela, por exemplo, foi ao lançamento dum livro dum pensador socialista.
Devem ter os instrumentos avariados, que ainda não lhes ouvi um só acorde que fosse, a esta e às suas mais recentes declarações. AQUI
Mudaram de pauta! Só se ouve a lira grega!

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

OS MEIAS-TINTAS



Até os mais recalcitrantes já se terão apercebido do que move Costa, do seu carácter enquanto político e da sua avidez de poder a qualquer custo. Mas, para a situação política que vivemos, que não augura nada de bom, houveram outros "costas" a dar um nefasto contributo. É que, mesmo comungando do descrédito da nossa classe política, toda ela, se o que realmente importa é o futuro do País e o reforço duma Democracia transparente e profícua, a larga fatia de abstencionistas, daqueles que engrossaram o partido do "deixa andar", tem, igualmente, muita responsabilidade em tudo isto. Tivessem, ainda que como "Mal Menor", cumprido o seu dever cívico e não estaríamos à mercê da voracidade de políticos que, de costas para o País, apenas divisam no Horizonte a satisfação das suas ambições pessoais e das suas mais chegadas clientelas partidárias, mesmo que para isso tenham que trair a própria Democracia de que se dizem lídimos defensores, enquanto vão apunhalando a vontade do Povo que se expressou nas urnas!
E, restando-me respeitar a opção dos abstencionistas, mesmo não concordando com a sua postura, já me causa repulsa ouvi-los e lê-los, por aqui e por ali, a verterem palpites, a criticarem e manifestarem-se desagradados com a situação de impasse político que ajudaram a criar.
Que se calem, tenham vergonha e façam o "mea culpa" pelo pecado da ausência e das meias tintas!

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

A QUEDA DUM ANJO...

... OU DA MÁSCARA?!












Caiu a máscara?!
Depois da leitura destas declarações de gradas figuras socialistas LER AQUI, é legítima pergunta!
Sabemos todos de como o PASOK, o partido socialista grego, em que pontuou o clã Papandreus, tal como o seu parceiro luso na Internacional, contribuiu para a tragédia grega, num país onde campeou a corrupção, o compadrio, a fuga ao fisco, as negociatas por detrás do pano e as contas marteladas.
Lembrados estamos de como lhe foi difícil, diria mesmo, missão impossível, reverter aquele status quo e aplicar as directivas das instituições europeias suas credoras.
Apagou-se, os gregos comportaram-se como exterminadores implacáveis e só não deram igual tratamento à Nova Democracia, porque lhes apareceu na viagem da loucura helénica, uma escapatória demagógica que dá pelo nome de Syryza. Radicais que, depois de deitarem mais gasolina para a fogueira com o seu finca pé com os Credores, agravando a, já por si, deplorável situação económica e financeira, quebraram o ímpeto feroz e se transformaram no farol da austeridade e zelotas cumpridores das medidas que o triunvirato, a que não querem chamar "Troika", lhes impuseram.
Navegando, das ilhas do Egeu para este Atlântico de águas mais frias, eis que a preocupação primeira dos socialistas desta Costa, é evitar que lhes aconteça o mesmo que ao seu irmão ideológico, o Pasok, que sejam "pasokizados", como disseram, no caso de apoiarem as medidas da Direita que ganhou as eleições e se propõe cumprir os tratados e compromissos assumidos, sem entrar em aventuras que, parecendo muito simpáticas e atractivas, nos poderão fazer recuar ao tempo do pé no abismo!
Eles, os socialistas, sabem bem que não há outro caminho, eles próprios já o reconheceram, ao defenderem a necessidade de não deixarmos de respeitar os limites que nos são impostos no seio da União, mas preferem não lhe dar o seu aval, pondo, muito acima dos interesses do País, os mesquinhos interesses partidários, com receio de perderem popularidade....como o Pasok.
Em suma, primeiro o Partido, depois o País!
Desdobram-se em jogos, hoje é verde, amanhã é vermelho, governa quem ganhou, governa quem perdeu, abre a porta da frente, abre a porta de trás, em golpes arriscados que bem lhes podem sair mais caros que a própria "pasokização", enquanto vão assistir de bancada à forma como Tsipras, como alguém disse, liberto das oligarquias que dominam o PS, por ser uma força recente, vai descalçando a bota grega e que, eles, socialistas portugueses nunca poderiam aplicar em Portugal, precisamente por o PS ser um partido dominado pelas tais oligarquias!
São eles quem têm o leme do seu partido, que vão naufragar longe, para que os portugueses não assistam à queda dum "Anjo"!

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

RESULTADOS ELEITORAIS 2015...

....por Distritos, Concelhos e Freguesias, AQUI

AZIA DE OUTONO


O DISCURSO


O discurso da derrota de Costa foi sintomático. Mesmo com aquele tom "politicamente correcto", que ele bem sabia que se o fizesse num tom radical, os portugueses o não perdoariam, ninguém precisa de ser psicólogo para se ter apercebido de que o homem estava com uma raiva manhosa. Não se demitindo da direcção do PS, não vai haver governo minoritário que se aguente, logo ele que parece ser um "saudoso" da I República, aquela que em 15 anos e 8 meses, num ambiente de total desordem, perseguições políticas e religiosas, crimes e radicalismos extremos, teve 8 Presidentes e 45 Governos (uma média de 3 governos por ano).
Quererá ser governo a todo o custo e a breve trecho, nem que tenha quer ser à "punhalada". Seguro que o diga!

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

O FOSSO


Imagem daqui: 33.MEDIA.TUMBLR.COM



Será que, no próximo Domingo, ainda hajam portugueses que queiram abrir o quarto fosso?!

domingo, 27 de setembro de 2015

ARREGANHA A TAXA...

...COM A SOBRETAXA!
Ontem, depois de ouvir a rataria syrizada e grupelhos adventícios, pelas televisões, a par de comentadores "aconstançados" e fauna a soldo, apanhei um susto! Cheguei a pensar que, também, a Coligação que há-de impedir os algozes deste País de nos voltarem a enganar, havia enveredado pelas falsas "promessas".
Não foi assim, que, depois de vasculhar tudo o que era notícia, nas Tvs, nas rádios e nos jornais, em lado algum lhes ouvi prometerem a devolução de 35% da Sobretaxa. O que lhes ouvi foi que fruto do desempenho orçamental e das receitas fiscais em alta, se os números de Agosto se mantivessem até ao fim do ano, a devolução atingiria aquele valor. Pode ser mais, pode ser o mesmo, pode ser menos. Será o que for!
Nada de mais, nem de surreal. Apenas factos objectivos, tão frios como são os números e que não vejo como possa ser eleitoralista, se todos sabemos que essa garantia foi expressa há um ano, quando foi apresentado o Orçamento de Estado e não em plena Campanha Eleitoral.
Bem tentam fabricar "casos", empolá-los, condimentá-los com mentiras e arrotos de azia, bem podem emergir submarinos a toda a hora, à falta de mais substancial, que já não convencem quem, no mínimo, tenha um palmo de testa e não ande surumado com as suas promessas irrealistas, loucas, próprias do desespero que deles se apossou!
Já por aqui se discutiu da essência da "devolução da sobretaxa", a tal que nos foi servida ainda no Governo Sócrates, convém que não esqueçamos e que vinha num dos pacotes do aperto, quando já tinham esbanjado todo o dinheiro do cofre público e não havia meseruco para pagar salários e pensões, dali a pouco tempo!
Foi mesmo só um susto. Que, afinal, não houve falsa promessa do tipo daquelas de financiar a Segurança Social com dinheiro das portagens, para, logo de seguida, prometer eliminar portagens; aumentar prestações sociais, ao mesmo tempo que promete poupar (cortar) mais de 1.000 milhões da Seg. Social; que promete Ministros sem Ministério; que promete solução para os lesados do BES (a quem dá jeito a sua (deles) onda provocadora), mas não sabe e não diz como fazer... Que promete confiança e estabilidade, mas, no que pode representar chantagem descarada, promete não viabilizar o Orçamento de Estado se não ganhar as eleições.....e tantas outras idiotices políticas que nem dignas seriam dum qualquer palhaço humorista!
O que me leva a pensar que mais do que Sobretaxa, foi uma discussão de arreganha a taxa!

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

ANTES BURRO QUE ME CARREGUE,,,,

... QUE CAVALO QUE ME DERRUBE!Esta, por mais que dê voltas à calculadora,mesmo que seja o último grito da electrónica, e, sendo exercício que não constava dos livrinhos de Palma Fernandes, é que eu não entendo, de todo, e bem gostaria que algum amigo, mais evoluído nas equações e nos meandros da Economia, me explicasse.
Se, António Costa, com formação jurídica, mas com larga experiência na gestão da maior Câmara do País, que nos lembra a cada expiração de ar, da forma como saneou as contas daquela Autarquia (mesmo que todos já saibamos donde veio o capital), não soube res
ponder, de forma clara e concisa, e parece andar enredado na própria teia, como poderei eu, ou o comum dos mortais, compreender como poderá garantir, como garante, aumentar as prestações sociais, ao mesmo tempo que dá como adquirida uma poupança de mil milhões de euros na Segurança Social?!
Jogar com o crescimento económico e com a criação de empregos?! Quem sabe dizer se e quanto vai ser esse crescimento económico, numa Europa que ainda está debilitada e em busca de rumo certo? Quem pode antecipar, também por via disso, se e quanto será o aumento de empregos a breve trecho?!
Dar garantias, repetir promessas, apoiado em futurologia astral, não resolve a minha dúvida. Que é simples e objectiva: como aumentar prestações sociais, ao mesmo tempo que se cortam mil milhões do cofre que as sustenta?
A questão é essa! Sem mais rebuços!
Que alguém que saiba me explique, para que não fique para aqui a imaginar que A. Costa tem turbante e bola de cristal em sessões espíritas ou que Centeno é um adivinho que pode destronar os Karambas e os Bambos com que os publicitários me enchem a caixa do Correio! Que sei não serem.
...
São questões, de que esta é um mero exemplo, que, antes de me induzirem ao manguito do Bordalo Pinheiro, me fazem recuar até Gil Vicente e à Farsa de Inês Pereira, e valorizar o dogma: antes burro que me carregue que cavalo que me derrube!
É que tudo isto me faz pressentir vir aí o quarto coice de cavalo!


quinta-feira, 10 de setembro de 2015

HUMOR DA QUINTA


PROMESSAS SEM COMPROMISSO

 Para lá da Frase do Século "PROMETO, sem me comprometer, porque só prometo o que sei poder cumprir".....

 Incontornável. O Debate televisivo da noite passada, numa leve espremedura, que a prensa maior está nos lagares do Douro,  por mais valoração que as TVs envolvidas lhe hajam atribuído, não esclareceu nada. E, se o frenesim pós espectáculo, se centrou em saber quem terá ganho ou perdeu, o que ressalta de todo o cenário é que perderam cinco: os contendores políticos e os três entrevistadores.
Estive sempre desperto e atento, mesmo que as discussões não passassem de conversa para boi dormir. Ainda assim, logo de seguida, não faltaram os comentadores habituais que, logo que acordaram, e do alto da sua sapiência, fizeram o veredicto, comum a muitos espectadores que, na avaliação do ganha/perde, utilizaram como bitola saber quem foi mais arrogante, quem interrompeu mais o discurso do adversário, quem desferiu mais ataques pessoais ao carácter, quem voltou a usar slogans gastos e recorreu aos cartazes. E, nessa medição, que é bem o padrão da Sociedade em que ora vivemos, também me parece que Costa ganhou!
 E do Futuro? Dos quatro anos que aí vêm quanto à Política real, às medidas objectivas? Apenas se intuíu que enquanto Coelho pretende continuar a dar passos seguros, perseguindo a estabilidade e confiança, Costa, por mais que o tentasse disfarçar, nos oferece mais políticas de Sócrates, na mesma linha das que nos lançaram neste fosso, de que nos vamos libertando, depois de tantos sacrifícios.
Quanto ao resto, às encenações, aos arrotos e azedumes, aos tiques e truques, às estratégias de momento, espelhadas em pouco mais de uma hora, não é garantia de nada para os longos anos de muitas luas e rotações da Terra que nos aguardam na próxima governação do País.
Destas, apenas retive uma, bem paradigmática da natureza a que os socialistas nos habituaram, quando se trata de golpes baixos e Política de sarjeta: Costa, por duas vezes, acenando para o exterior, fez referência aos lesados do BES que estavam a manifestar-se no exterior. Quando questionados da solução para os problemas daquelas pessoas, enquanto Passos, mal ou bem, abriu o jogo e disse do que pensava ser a saída, Costa, respondeu com mais um ataque de carácter ao opositor, acusando-o de passa culpas,  e deixou a pergunta sem qualquer resposta. Ele, que trouxe os manifestantes à berlinda, num aproveitamento rasteiro, nada esclareceu quanto ao caminho para resolver o problema!
Se já não tinha dúvidas, mais esclarecido fiquei e porque nunca confundi dejectos de burro com marmelos, nem papo iguarias mediáticas confeccionadas em qualquer Loja, votar PS é votar Sócrates e nas suas políticas desastrosas que nos levarão a mais uma derrocada económica e financeira e premiar a arrogância, o compadrio, a incompetência, mesmo que o programa de governo ande de pasta em pasta e tenha a espessura duma lista telefónica e seja valorado como tendo o valor duma Bíblia ou do Alcorão!
Mais a mais, desconfio sempre que algum político vai para um debate carregado de papeis ou cartazes. Pode levar nas mãos o que não lhe passa pela cabeça...

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

JORNALISTAS versus JORNALEIROS


 Algo que só passa despercebido a quem não está atento. Por vezes, o sofá conforta e o que importa são as imagens coloridas que nos vão entretando as vistas e adocicando os tempos mortos.
Quem, com interesse nas causas, nos temas em debate, nas intenções declaradas e nas ideias de quem, de algum modo, tem interferência na vida de todos nós, não deixará de fazer uma destrinça entre jornalistas, enquanto profissionais sérios da Comunicação que, enquanto tal, prestam um relevante serviço á Comunidade e aqueles a quem deponho na lapela a placa de "jornaleros".
Os primeiros são aqueles que, mesmo que senhores da sua própria ideologia, simpatizantes dum ou de outro espaço político, sejam da Esquerda ou da Direita, sabem usar o seu mister, desempenhar a sua missão informativa, com a isenção que se exige a profissionais desta arte.
Que questionam, que são acutilantes nas perguntas, que despoletam os temas que, no momento, mais possam interessar á Sociedade, sem fazerem do Jornalismo uma pia pessoal dos dejectos das suas convicções, como fazem aqueles "jornaleiros" que, no embrulho das suas questões capciosas, já levam a sua própria resposta, mesmo antes que o entrevistado se possa exprimir e responder.
São estes os "jornaleros a soldo", os que fazem da carteira profissional, a chave da porta dos seus interesses pessoais ou grupais, ou para satisfação e adulação das suas entidades patronais. Não perguntam, não aguardam pela opinião dos inquiridos. Fazem logo eco das suas certezas, do seu posicionamento, traçam nas rugas cínicas do seu rosto, os esgares da insatisfação pelas respostas que lhes desagradam. Balouçam nas cadeiras, onde pousam os seus rabos raivosos, lançam mais gafanhotos por minuto que as torneiras da EPAL e raiam os olhos de vermelho como se tivessem acabado de sai dum aquário de gorazes, sempre que as respostas não lhes afaguem o umbigo!
Isto não é jornalismo sério, sejam os seus fautores de Esquerda ou de Direita. É, antes, uma escola de militantes a soldo,  que envergonham e desacreditam os que, ainda ouvimos e lemos muitos, levam a profissão a sério e sabem respeitar o seu Código de Ética com o profissionalismo que se lhes requer.
Que, exercício político e prática democrática, podem exerce-los no seio dos partidos em que acreditam e, sobretudo, na mesa de voto, enquanto cidadãos de corpo inteiro. O que não lhes fica bem é arrogarem-se de sabichões infalíveis, de seres de outra galáxia, ou faróis da sabedoria, tipo "campanhas de dinamização cultural do MFA" , quando o seu dever se confina a uma Informação isenta e não a propaganda partidária, a  que cabe a profissionais de outras artes! E que, eles próprios podem exercer,  noutros palcos.
Se condenamos estes últimos, saudemos os que sabem resistir aos ventos que lhe vão soprando, vão além das suas naturais convicções e levantam bem alto a bandeira da ISENÇÃO, sempre que comunicam no exercício da sua profissão!
Nobre, como qualquer outra!

CHATICES

Que grande chatice! AQUI e AQUI.
Já não bastava aquele amargo cálice das sondagens, valham elas o que valerem - que para mim, valem muito pouco, pois são à vontade dos fregueses e dos "sondageiros" -, ainda vem o INE, com resultados animadores, nas exportações! Já tenho dó do pessoal que joga naquele campeonato do "quanto pior, melhor" e para quem os bons sinais e as tendências animadoras para o futuro deste País, que eles se esforçam por apoucar, tanto lhes desagradam, como temos ouvido e lido!
Mesmo que, intimamente, se vão convencendo que o rumo certo para o País é este e o demais são veredas sinuosas que nos podem levar, mais uma vez, ao abismo!

sábado, 5 de setembro de 2015

CARIDADE OU MATERIALISMO?


  Ó "santas Almas" da nossa caseira Igreja, como vos fica bem tanta abertura aos refugiados  AQUI. Só podemos louvar. Mas, ao mesmo tempo, perguntar se as centenas de sem abrigo que temos por cá a viverem debaixo das pontes e nas arcadas dos prédios, não cabiam nas ombreiras das vossas "tantas" casas?! Não têm sido esses os ensinamentos avisados do Papa Francisco! 
Ai, Caridade, que te vestes de tantas roupagens, que nem ouso pensar em hipocrisia serôdia...ou interesse no vil metal, o materialismo que tanto condenais!

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

PROMESSAS COM PORTAGEM

Eu não lhe posso valer. Que alguém o ajude!
António Costa admite, se for governo, financiar a Segurança Social com o dinheiro das Portagens.
Quando se houve dizer que as PPP´s dos governos do seu ex-nº 1 negociou, vão custar portagens de muitas décadas, quando se diz que a grande fatia (ou toda?) das receitas das portagens se destinam a custear a manutenção dessas vias, junto das Concessionárias, eu não sei que dizer mais, a não ser que a Demagogia e a asneira, sejam elas premeditadas, intencionais ou congénitas, tomaram conta de alguns políticos.
Temo que, um dia destes, com tantas ideias brilhantes e promessas, tipo Syriza, que a Pensão de Reforma a que tenho direito, porque para tal descontei uma vida de trabalho, seja paga pelas receitas da venda de chocopitas à criançada que passa pelo Oceanário, das cuequinhas de fio dental ás turistas do Martim Moniz, ou bolos de figo e amêndoa, aos camones das praias algarvias!
Brincadeira, tem hora. Propaganda eleitoral, também. E limites....com  vergonha!
Não insultem a inteligência dos portugueses, mesmo as mais medianas como a minha!

terça-feira, 1 de setembro de 2015

OS BURROS E A TOPOGRAFIA

Há uns anos, por terras bragantinas, comentava para um residente  que as estradas da região tinham muitas curvas. Afável e bem disposto, o homem foi-me contando que, em tempos remotos, por escassez  de engenheiros e instrumentos adequados, para se abrir uma caminho de uma povoação a outra, se levava um burro para a diferente do habitat do animal e se largava. Que o seguiam então, até á terra de origem e iam marcando o terreno por onde o jerico passava. E estava feita a Planta da obra. Depois, era só rasgar e a estrada estava pronta!
Estava encontrado o caminho mais fácil, o que dava menos trabalho, mas era bem mais longo e sinuoso, que o burro ainda não usava explosivos, nem máquinas de arrasto e escavadoras, para derrubar barreiras, nem se dava ao trabalho de subir encostas.....
Estou para aqui a magicar se, em Outubro, os burros se soltarem, lhes seguirmos o caminho das facilidades e acabarmos, alguns anos depois, aos tombos pelas curvas e com os sapatos borrados nos despojos que os orelhudos forem largando pelo caminho!

DESABAFO...GLORIOSO!


 Quando se esperava que comprassem um "Fúria" e um "Tornado", aparecem-nos com dois potros por desmamar!|

domingo, 30 de agosto de 2015

FERRO E A PIRA GREGA!


Ferro Rodrigues, o Presidente do Grupo Parlamentar do PS, vem, AQUI, numa jogada que, mais do que desenrolada no meio campo adversário, me parece disputada na defesa da sua área, dizer-nos, afinal, o que todos sabemos. Que Portugal não é a Grécia!
Bem pode clamar, do alto do seu reconhecido vozeirão, que o PS não é o Syriza, que, sabendo todos que não é, também conhecemos das simpatias proclamadas pelo seu próprio líder partidário, dando a linha de promessas e intenções iniciais de Tsipras, como o carril ideal para a viagem do nosso Lusitânea.
Bem pode esforçar-se por estabelecer diferenças de vulto que, se em Política o que parece é, o que foi ainda tem mais força probatória e ainda há memórias com o registo de que, em 2013, o próprio Ferro Rodrigues, a par de Isabel Moreira e Inês Medeiros, contra  a tendência de voto dos restantes deputados do seu partido, se abstiveram, quando o Bloco de Esquerda propôs, em 2013, na AR, a "Reestruturação da Dívida", em condições bem semelhantes às que vieram a ser  defendidas e prometidas pelos radicais gregos.
Na mesma votação de projectos de resolução dos bloquistas, quatro deputados da Rosa, "roeram a corda" das orientações de Seguro e votaram com estes, chegando dois deles, João Galamba e Nuno Santos a defenderem, pelo voto,  a denuncia do "Memorando de Entendimento" com a Troika, negociado e assinado pelo próprio partido. VER AQUI
Vir, agora, Ferro Rodrigues, tentar desmarcar o PS, o actual, da Grécia e dos propósitos inciais do Syriza, é, para mim,  fora de tempo e pouco confiável, quando sabemos que, a par dele próprio, promovido a Chefe da bancada socialista no Parlamento, todos os outros defensores da "reestruturação" da Dívida (à moda grega), ou os que defenderam o "rasgar" do Memorando de Entendimento, longe de qualquer castigo interno, se viram guindados a cargos de gabarito no interior do partido, a saber:

 Pedro Diogo Alves, talvez o menos mediático dos quatro, é candidato pelo PS; Pedro Nuno Santos é o Vice Presidente do Grupo Parlamentar do PS, o mais visto nas TV's, João Galamba, é membro do Secretariado Nacional do PS e Duarte Cordeiro, depois da bronca dos cartazes, é o Director da Campanha do PS!Sabemos todos que o PS é um partido onde coabitam tendências, o que, enquanto tal, até é salutar em Política. Desde sociais-democratas convictos, moderados,  como as hostes seguristas, a marxistas convictos e outras ideologias mais radicais, tudo vai amadurecendo na árvore rosa!
Depois de Seguro não haver resistido à pressão e não ousar expurgar estes últimos, demarcando-se dos Governos de Sócrates, só os mais distraídos, não saberão ainda ao que veio Costa e as ideias dos seus mais directos seguidores, onde se incluem os que, acima, foram referidos e cujo desiderato, ao votarem favoravelmente as propostas do BE,  deixaram bem patente nas opções reportadas. E que, sim, não estão tão longe do Egeu syrizado!
Este  desmarcar da Grécia, que Ferro Rodrigues nos traz, mais do que numa proclamação, pode ser um acto de contrição, que me não convence. Que, continuo a temer, que este, o actual PS, com esta Gente,  se venha mesmo a queimar, a ele e ao País, numa pira grega!
E, para terminar, não virá a despropósito sugerir a Jerónimo de Sousa que se não canse na tentativa de encostar o PS à Direita,  que o Partido da Rosa já tem na sua "Box"  condutores que, ao que lhe vamos ouvindo,  o vão ultrapassar pela Esquerda! 


DIA DE TREINO

  E, Domingo de Missa e de humor!


sexta-feira, 28 de agosto de 2015

ÊXODO E INVASÂO

 Que a força dos nossos valores humanistas, a solidariedade que foi gerada e se foi enraizando na Civilização Europeia, não ofusquem ou estejam a camuflar situações de que a Velha Europa se venha a arrepender daqui a alguns anos.
A triagem, por mais que doa, é mesmo necessária e urgente!
 Para bem de todos, inclusive dos que nos demandam por real necessidade e imbuídos de boas intenções!

AQUI